Giani dos Santos

 

Giani começou sua vida profissional muito jovem, trilhando os caminhos da Educação; herança da família e ensinando crianças bem pequenas. As crianças a fascinam e estar com elas sempre lhe deu muita alegria.

A certeza da Fonoaudiologia enquanto profissão veio desta época, do momento de exercício do cuidar, do acompanhar.

Num primeiro momento, a Educação apareceu como área científica que embasaria seu futuro. Então cursou Pedagogia. Mas sentia que não desejava a docência comum, queria trabalhar com a especificidade do outro, com o que o particulariza… então se encantou pela comunicação, mais especialmente pela linguagem.

Cursou Fonoaudiologia numa universidade da capital paulista e tão logo me formei comecei a trabalhar em uma APAE. A base na Educação colaborou muito para que logo no início da vida profissional como fonoaudióloga ela questionasse a rigidez das práticas aprendidas na faculdade e o quanto pareciam ineficazes naquele particular universo da APAE.

Ao longo de cinco anos foi absorvendo avidamente as sutilezas do ambiente institucional e trocando muita experiência, que culminou com um convite para lecionar no ensino superior no curso de Fonoaudiologia numa universidade paulista.

Esta nova tarefa profissional a levou para o mestrado, época em que revisitei minha formação e questionei cientificamente a rigidez de muitas práticas fonoaudiológicas aprendidas na graduação.

Assim que o mestrado foi concluído nasceu João, minha melhor produção e que veio para confirmar que teoria e prática podem andar juntas, mas por caminhos diferentes.

A maternidade nos modifica. Os perrengues que enfrentamos nos fazem ver a vida diferente. Foi assim com ela e com a Fonoaudiologia. Sair do lugar de orientar e assumir-se precisando de ajuda amadurece pessoal e profissionalmente.

Hoje ela tem certeza que a clínica, sempre muito querida, é atualmente o seu lugar. É onde o trabalho e o prazer são parceiros.

Atualmente divide minhas tarefas entre a maternidade de um filho universitário, a atividade clínica de consultório e a fonoaudiologia em um Centro de Reabilitação (CER IV) da grande São Paulo.