Vamos nos libertar do refluxo?

Vamos nos libertar do refluxo?

Seguem algumas dicas:

1- DO QUE SE TRATA: é o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago e cabidade oral, mais conhecido como regurgitação.

2- SEMPRE É DOENÇA? Nããão!! Existe o refluxo fisiológico, que é aquele causado por imaturidade do sistema digestivo do bebê e o patológico, aquele que é uma doença e precisa de tratamento.

3- COMO DIFERENCIAR CADA UM? São características do refluxo fisiológico: o bebê está super bem, ganhando peso, feliz da vida, volta leite o dia todo mas não prejudica em nada a vida dele. Já a doença do refluxo: o bebê está constantemente irritado e incomodado, nada feliz, não ganha peso adequadamente, pode ter anemia, adota posições como a hiperextensão do pescoço. Falei das regurgitações? Não, né?! É porque nem sempre elas existem na doença do refluxo, o que é chamado de relfuxo oculto.

4- UM BEBÊ QUE REGURGITA O DIA TODO PODE ESTAR NORMAL? DUVIDO!! Não duvide, são os chamados, regurgitadores felizes. Aqueles bebês que vivem de lencinho/babador por aí e estão ótimos. A quantidade de regurgitações não determina se o refluxo é fisiológico ou patológico, e sim uma série de outros sinais em conjunto. Como ja disse, tem bebê com relfuxo que não regurgita. Não tome isso como parâmetro.

5- ISSO TEM REMÉDIO? Sim, o remédio para o refluxo fisiológico é adotar posições mais verticalizadas e esperar o tempo passar. Melhora muito até os seis meses. Já para a doença do refluxo, deve ser diagnosticado em consulta pediátrica e tratado com medicamentos + medidas não farmacológicas.

 

Dra Vania Gato – pediatra e neonatologista da Lumos Cultural

 



COMUNICADO IMPORTANTEMensagem às queridas famílias da Lumos.

É com muita alegria que anunciamos que a Lumos virou uma rede! Evoluindo para um atendimento ainda mais acessível, nossa equipe transdisciplinar deixa o endereço atual para atender em vários pontos de encontro presenciais, utilizando também o melhor das ferramentas digitais a fim de aproximar famílias e profissionais de saúde em uma abordagem acolhedora, sensível e atualizada.

A partir de 29 de março, vocês encontrarão os profissionais e o jeito Lumos de atender em diferentes endereços, que divulgaremos nos próximos dias. Os grupos de apoio continuam, como já vem sendo feito há um ano, semanalmente via Zoom para a troca de experiências e descobertas. Assim que possível, os encontros retomarão o formato presencial.

Para o agendamento de consultas, cada profissional terá o seu próprio canal. As informações para contato serão divulgadas muito em breve tanto no site quanto no perfil do Instagram da Lumos. E mais: a Lumos terá profissionais não só na cidade de São Paulo, mas também em outros estados do Brasil!

O que não muda são os princípios e a razão de ser deste que é o resultado de um sonho: oferecer às famílias, mais do que atendimento em saúde, acolhida e suporte.

Seguimos, juntas e prontas, para contar novas histórias em novos espaços! Contem sempre conosco!